Sexta-feira, 24 de Setembro de 2004

-Ambiente: Plataforma 'Transgénicos Fora do Prato '

transg1.jpg


FTF, 1992, In: http://naturezaviva.naturlink.pt


Comunicado de imprensa - Comissão abre as portas à contaminação irreversível dos alimentos, agricultura e ambiente em Portugal e na Europa


  


A Comissão Europeia aprovou pela primeira vez no passado dia 8 de Setembro o registo de 17 variedades de milho transgénico no Catálogo Europeu de Variedades. Com uma decisão administrativa, a Comissão faz tábua rasa da precaução e do direito à escolha e abre a última porta que protegia a Europa da contaminação generalizada por transgénicos: o cultivo em solo europeu. 


 


Até agora apenas a vizinha Espanha cultivava uma única variedade de milho transgénico (com claros prejuízos para os agricultores convencionais) mas a partir de agora nenhum país está livre da poluição biológica que as plantas transgénicas irremediavelmente acarretam.


 


A Plataforma Transgénicos Fora do Prato (ver abaixo organizações participantes) apela ao governo português para rejeitar formalmente a presença de sementes transgénicas no Catálogo Europeu e assim proibir a sua venda em solo português.


 


Com efeito, num memorando interno recentemente vindo a público, David Byrne, comissário europeu para a protecção dos consumidores, reconhece que 'qualquer Estado-Membro pode objectar à comercialização de variedades transgénicas no seu território se considerar que há riscos para a saúde, o ambiente, ou por razões agronómicas'.


 


Os Europeus há muito que disseram não aos transgénicos: 95% dos europeus querem ter direito a consumir alimentos não transgénicos. Além disso, segundo diversas sondagens, 60% dos portugueses, 66% dos britânicos e 79% dos alemães consideram esses alimentos perigosos para a saúde.


 


Os ingredientes transgénicos virtualmente desapareceram das prateleiras dos supermercados onde a sua presença obrigasse à rotulagem respectiva. Em Portugal, os 16 concelhos da Associação de Municípios do Algarve, AMAL, decidiram por unanimidade recusar que seja introduzida, na totalidade da região algarvia, a cultura de plantas transgénicas. E nenhum Estado-Membro, à excepção da Dinamarca, regulamentou ainda o cultivo de plantas geneticamente modificadas no seu território, o que abre ainda mais a porta para uma mistura irremediável destas sementes com as sementes não alteradas.



Assim, é fundamental que o governo português implemente normas concretas e exigentes de co-existência que desincentivem os que pretendam poluir. Tais normas terão de passar por registos públicos de terrenos, distâncias de segurança alargadas, seguros e sistemas de responsabilização com financiamento dos agricultores afectados e ainda o enquadramento legal necessário às regiões e concelhos que pretendam manter-se livres de transgénicos.


 


Se o governo não tomar tais decisões os agricultores portugueses ficam à mercê da multinacional Monsanto, dona das 17 variedades, que já levou à ruína numerosos agricultores americanos condenados em tribunal por terem cultivado sementes transgénicas por eles produzidas em anos anteriores. Enquanto os agricultores perdem os seus direitos milenares a produção alimentar está a concentrar-se debaixo do controlo de cinco mega-empresas verticais - um poder sobre a vida e a morte nunca dantes visto na história da humanidade.


 


Contactos para mais informações: Margarida Silva, 917301025 ou info@stopogm.net


 


A Plataforma 'Transgénicos Fora do Prato' é uma estrutura integrada por oito entidades não-governamentais da área do ambiente e agricultura (Agrobio, Biocoop, Fapas, Gaia, Geota, Liga para a Protecção da Natureza, Liga Portuguesa dos Direitos do Animal e Quercus) e apoiada por dezenas de outras.


In: www.aroucanet.com (Notícias/Opinião)

publicado por FTF às 09:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2004

- Sugestões de leitura: O palácio de Casimiro

 


Trata-se de uma obra de Mário Gonçalves Pereira, de Alvarenga, Arouca, nascido em 1922, com prefácio de José Nuno Pereira Pinto.


“… Esta história é pois do mundo rural, tecida por algumas personagens insolentes, impiedosas, escravizadoras, desumanas e cruéis, em contraste com as escravizadas, resignadas e sofredoras…”

publicado por FTF às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Setembro de 2004

- Ambiente: O que será do futuro que hoje se faz?



Ambiente: É hora de reflexão - O que será do futuro que hoje se faz?


rcarlos.gif


In: http://naturezaviva.naturlink.pt, FTF, 1990


 



Ambiente: É hora de reflexão - O que será do futuro que hoje se faz?

Roberto Carlos (conceituado cantor e compositor brasileiro) e Erasmo Carlos são os autores de uma bela letra e música “O ano passado”, que bem pode ser usada para uma reflexão sobre o que será do futuro que hoje se faz…

 

...

 

“O ouro no ano passado subiu sem parar

Os gritos na bolsa falaram de outros valores

Corpos estranhos no ar

Silenciosos voadores

Quem sabe olhando o futuro do ano passado.

 

O mar quase morre de sede no ano passado

Os rios ficaram doentes com tanto veneno

Diante da economia

Quem pensa em ecologia

Se o dólar é verde e é mais forte que o verde que havia.

 

O que será o futuro que hoje se faz

A natureza, as crianças e os animais.

Quantas baleias queriam nadar como antes

Quem inventou o fuzil pra matar elefantes

Quem padeceu de insónia

Com a sorte da Amazónia

Na lei do machado mais forte do ano passado.

 

Não adianta soprar a fumaça do ar

As chaminés do progresso não podem parar

Quem sabe um museu no futuro

Vai guardar em lugar seguro

Um pouco de ar puro relíquia do ano passado.

 

Os campos risonhos um dia tiveram mais flores

E os bosques tivera mais vida e até mais amores

Quem briga com a natureza

Envenena a própria mesa

Contra a força de Deus não existe defesa.“

 

In: Portal de Arouca AROUCANET http://www.aroucanet.com (Notícias/Opinião)

publicado por FTF às 16:52
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Marionetas: A bela adorme...

. Prémio de Jornalismo Juve...

. Festa de fim de curso CEF...

. Decoração floral de event...

. Vende-se casa em construç...

. Em Chave - Arouca, Feira ...

. - Novidade editorial

. - Novidade editorial

. - Eventos:; Linguagem ges...

. - Fórum em Oliveira de Az...

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds