Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006

- O fim do mundo

formador.jpg


Por todo o mundo assiste-se, hoje, a enchentes cada vez mais constantes, chuvas de granizo destruidoras, desertificação, falta de água e por consequência, de energia. Doenças como o “ebola” que antes habitavam as entranhas das florestas e que só afectavam algumas raças de símios nativos e que evoluem e se alastram matando milhares de pessoas. Chuvas torrenciais a Sul e Sudeste, seca a Norte e Nordeste. Um clima que não para de esquentar, a camada de ozono abre-se, dando passagem a radiações malignas… é verdade, além de tudo o que existe de bonito e bom, este é também o nosso mundo… por vezes mais parece que estamos próximos do fim do mundo…


 


Não, isto não é mais um cenário de um filme de ficção americano retratando o apocalipse, mas são apenas alguns exemplos da luta da natureza contra os seus maiores inimigos: “a raça humana”. Há falta de água em quase todo o planeta, resultante principalmente da má utilização dos recursos hídricos e da poluição dos rios, levando à desertificação de algumas terras… a Terra desgasta-se a cada segundo que passa… Isto tem deixado, e com razão, alguns ambientalistas sem sono.


 


Estes fenómenos, que já não podem mais ser considerados naturais, pois muitos são ocasionados pelo desequilíbrio ambiental causado pelo próprio homem, estão agora a voltar-se contra o seu criador. Todos conhecem o conceito de que toda a acção provoca uma reacção. Como na natureza isto também acontece, porque continuamos a destruir e a poluir o nosso planeta (a nossa casa)? porque continuamos a extinguir os nossos animais? porque insistimos em ir contra a ordem natural da vida?


 


É muito triste saber que o homem é o único animal que destrói o habitat em que vive, que suja a  água que bebe e que poluí o ar que respira. Esta é uma verdade! Preservar a natureza é uma obrigação de todo o ser humano, e não apenas dos ambientalistas, é uma questão de vida ou morte. A natureza está a responder aos ataques que sofreu e assim como um organismo que tenta expelir um tumor maligno para conseguir sobreviver, ela também tem demonstrado que possui forças para acabar com a humanidade. Está na hora de reflectirmos e de revermos os nossos conceitos e as nossas prioridades, pois Deus perdoa, mas a natureza não...


 


Tudo que fazemos contra a natureza volta-se para e contra nós, pois quer queiramos ou não, somos apenas um pequeno nó nesta imensurável rede viva.


 


Tenho por hábito contar a seguinte história “O elefante e o passarinho” em várias circunstâncias, que apesar de pequena e simples dá uma grande e importante lição de vida:


 


 


 


“Um belo dia na floresta, encontrava-se o elefante e o passarinho a beber água junto à margem do rio. A uma dada altura, começou-se a avistar fumo ao longe, cada vez mais intenso tornando o céu cada vez mais escuro. Não havia dúvidas! Tratava-se mesmo de um fogo! O passarinho lá começou a encher o seu pequeno bico com água para tentar apagar o fogo. Ia e vinha, ia e vinha sem grande sucesso, mas continuava num esforço inglório a tentar apagar o fogo. A dada altura o elefante intrigado com o que estava a ver interrogou o passarinho: Passarinho que estás a fazer? Respondeu ele: Estou a fazer a minha parte...”


 


 


 


Deseja contribuir para o “fim do mundo”? Com certeza que não! Faça então a sua parte, para o bem e a continuidade da Humanidade… Todos têm o seu papel, todos são importantes. Modere a sua ambição e os seus projectos se estes prejudicarem a Natureza… Receio, contudo, que só quando o homem terminar com toda a possibilidade de recuperar o planeta e inviabilizar a sua própria existência, então ele perceba que todo o dinheiro que ganhou não servirá para nada…


 


 


 


Fernando Tavares Ferreira, Mestre em Engenharia Biomédica


 


 


 


In: Jornal semanário “Defesa de Arouca”, 2004


 

publicado por FTF às 10:12
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Marionetas: A bela adorme...

. Prémio de Jornalismo Juve...

. Festa de fim de curso CEF...

. Decoração floral de event...

. Vende-se casa em construç...

. Em Chave - Arouca, Feira ...

. - Novidade editorial

. - Novidade editorial

. - Eventos:; Linguagem ges...

. - Fórum em Oliveira de Az...

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds